#lei

A carta

Em uma pequena cidade no litoral morava Jorge, um homem apaixonado por Ana, mais existiam alguns problemas, Jorge morava muito longe de Ana, e ela não sabia desse amor, eles eram grandes amigos.

Em um certo dia, Jorge acordou disposto, tomou café arrumou a cama e pensando nela resolveu escrever uma carta dizendo tudo que sentia, mesmo inseguro com a dúvida de como a carta seria recebida por Ana, ele escreveu.

Na carta ele dizia tudo o que sentia, o quanto a amava e queria viver ao lado dela, ele explicou também que não queria que a distância os separassem, que ele faria de tudo para que isso não acontecesse, enfim ele enviou.

Os meses foram se passando e ela não o respondeu. Jorge então começou a desanimar, dizendo que aquele amor só ele quem sentia que ela nunca poderia gostar de um cara como ele, ficou abatido, chorou. Mas depois tomou decisão drástica, iria em busca desse amor, resolveu que ia ver Ana.

Jorge então arruma as malas e decidido sai à procura de sua amada, no começo as tormentas já começam para fazê-lo desistir ele acaba perdendo o primeiro ônibus que é de duas em duas horas, pobre Jorge teve que esperar o próximo e segue a viagem, no meio do caminho Jorge com fome, decide almoçar num restaurante numa das pardas de ônibus que durava cerca de meia hora, e lamentavelmente de novo ele perde o ônibus tendo que usar seus últimos centavos para comprar outra passagem e um buquê de rosas o qual ia dar para Ana lá vai ele embarcando de novo.

Mais por fim chegou à cidade de Ana, Porem ele não sabia direito onde Ana morava, Jorge então teve uma reação espontânea de pedir informação para qualquer pessoa que ele via a frente conseguindo então chegar à casa de Ana, pobre Jorge o pior tinha acontecido tua amada tinha se mudado para outra cidade e também nunca tinha recebido a carta na qual ele tinha escrito com tanto carinho para ela, mesmo assim ele não ficou desmotivado resolveu encontra-la na nova casa, entregar a carta e dizer a ela o quanto gostava dela, então lá foi ele a procura dela.

Chegando à cidade na qual ela se encontrava ele não tinha dinheiro para pegar um ônibus, para chegar até a casa dela então tentou arranjar algum emprego, e conseguiu de limpador de carros, Jorge trabalhou por um mês conseguindo então o dinheiro necessário para conseguir ir a busca da sua Ana, lá estava ele chegando a casa dela todo nervoso e ansioso, chegando à porta de sua casa ele bate, com apenas dois toques suaves então lá estava tudo acontecendo.

Ana abre a porta e espantada por ver Jorge cai uma lagrima logo atrás vem as outras e um abraço gostoso na qual Jorge sentiu que ali havia um amor verdadeiro, Jorge então da à carta para ela e toda encantada ela começa a ler, no decorrer da carta sorrisos e lágrimas acabam saindo, no final da carta Jorge lhe entrega o buque de rosas e em seguida diz Ana:

- Eu te amo, muito viajei de muito longe para chegar aqui e quero que saiba que o que esta nessa carta e a pura verdade! Ela lhe dá um beijo dizendo que sentia o mesmo e que queria estar com ele não importa como, então Jorge diz se ela quer vim embora para ter uma vida com ele.

Sem precisar pensar ela diz sim, como se fosse um sonho, ela corre e começa a arrumar suas coisas então eles seguem viagem.

Chegando em sua casa Jorge ajeita suas roupas com muito carinho e como já estava tarde ele e ela vão para a cama para se deitar e dormi, com a Ana dormindo cansada ele se levanta vai a varanda, agradece a Deus por ter dado a mulher que ele sempre quis e sonhou em ter então ele volta a deitar e descansa para recomeçar um novo dia com sua amada.



234





Acesse

Oferecimento


© 2016 Contaí. Todos os direitos reservados ao CEM Ir. Acácio | Desenvolvido por Ponks Software Development