#lei

Um menino

Em uma manhã de sábado, João estava na beira de sua cama, tinha acabado de acordar e estava pensando na sua vida, o que faria naquele dia. Nos seus pensamentos ele só pensava em uma menina, aquela de quem ele tanto gostava, era sua sala de aula, mas ela não dava muita atenção pra ele por ele ser negro. Ela era uma moça muito bonita, desejada por todos da escola, rica, de boa família, um sonho de qualquer rapaz, mas ela gostava de passar por cima de todos e se sentir a mais poderosa, porém, mal sabia ela que isso mudaria.

Segunda-feira, João acordou cedo para ir à escola. Lá, bem na entrada da escola, ele a encontrou e ficou todo feliz. Logo disparou um bom dia para ela, mas ela o desprezou e fingiu, nitidamente, que não o viu. Ele ficou triste e cabisbaixo e entrou em sua sala de aula, ela estava sentada já na cadeira ao seu lado, e com um olhar de empoderamento ela perguntou a ele o porquê de ele estar com uma cara de enterro. João pegou sua bolsa, saiu da sala e foi chorar no banheiro, pois estava cheio de vergonha. Seus colegas estavam rindo dele, então ele ficou lá chorando e chorando por horas até soar o sinal do intervalo, só aí saiu do banheiro. Ao sair, encontrou sua melhor amiga, Evelyn, que tinha chegado atrasada na escola aquele dia, ela o viu triste e foi perguntar o que havia acontecido, ele a abraçou e disse que tinha sido humilhado na sala, então ela o abraçou mais forte de volta e disse que sempre esteve ali, ao lado dele, e ele nunca percebeu e que ele, ao invés de ficar atrás da menina que sempre o maltrata, ele devia olhar para ela, que sempre gostou del. Dizendo isso, ela saiu correndo.

Ele ficou parado por uns cinco minutos, sem reação, ele não conseguia acreditar que aquela menina, que sempre foi sua melhor amiga, lhe disse isso. Espantado, ele correu atrás dela e, não a encontrando, foi direto para a sua casa, na sperança de econtrá-la lá. Ao chegar, notou o portão, estava aberto, ele entrou e a viu na escada, chorando. Ele a levantou e lhe deu um beijo, esse foi o primeiro beijo dos dois. Do outro lado da rua, indo embora, estava Nathália, a menina que antes esnobava e maltratava João, quando ela os viu se beijando, foi lá rir dos dois; porém, quando atravessou a rua, foi atingida por um carro em alta velocidade. Quando o casal a viu caída e sangrando no chão foram socorre-la e levaram-na para o hospital. Chegando lá, o médico disse que ela tinha perdido muito sangue e que precisaria de um transfusão de sangue e, sem pensar duas vezes, João se prontificou a ajuda-la. Quando ela acordou depois da transfusão e olhou para ele, perguntou o porquê de ela a ter ajudado, e ele disse:

- “A melhor vingança é aquela em que você mostra maturidade”.

 



229





Acesse

Oferecimento


© 2016 Contaí. Todos os direitos reservados ao CEM Ir. Acácio | Desenvolvido por Ponks Software Development