#lei

A Guerreira

Era uma vez, um rei chamado Stefan e sua esposa que se chamava Mirian. A rainha Mirian não podia ter filhos, e o que o rei almejava mais que tudo era poder ter um herdeiro. Desesperado para ter um herdeiro o rei procurou a bruxa mais poderosa, e pediu a ela que usasse seu poder para ajudá-lo.

Ele implorou a bruxa, que logo cedeu, mas com a condição de que o bebê fosse uma menina. O rei detestou a ideia, mas achou melhor que nada e aceitou as condições impostas.

Nove meses se passaram, e a rainha Mirian deu a luz a uma menina linda de olhos verdes como esmeraldas, cabelos castanhos e de pele branquinha. A rainha a nomeou Sasha. A partir do momento em que sasha nasceu o rei a desprezou, fazendo com que sasha se sentisse muito mal.

Anos se passaram, e sasha iria completar seus 18 anos. O único interesse que o pai dela tinha nela era de que sasha se casasse e tivesse um filho homem, e este se tornaria o melhor rei de todos.

O rei iria promover uma festa convidando os jovens príncipes de reinos vizinhos. Sasha não gostou nada. Sasha treinava todos os dias com uma espada a qual pegara emprestado de um dos guardas que era seu amigo.

Uma semana depois no dia da festa os jovens príncipes estavam prontos para o festival. O rei vendo que todos os príncipes haviam chegado disse:

-Sejam bem-vindos caros príncipes! Quem ganhar o festival, terá como prêmio a mão da Princesa Sasha em casamento. Aprova que vocês terão que realizar será uma batalha com o manuseio de espadas! E que comece o torneio!

A ouvir que a prova seria de espadas, a princesa teve a ideia de que se ela se vestisse como um cavalheiro, lutasse e ganhasse poderia provar a seu pai que não era o estorvo que ele sempre achava que ela era. Então ela foi para uma tenda colocou uma armadura e colocou seu nome na fixa de batalhas. Seriam três batalhas entre duas pessoas e uma última com todos os que ganharam nas batalhas anteriores.

A primeira batalha o príncipe de Oceania ganhou, na segunda batalha o Príncipe do reino das cordilheiras ganhou e na terceira batalha um “príncipe do reino de Corais” foi campeão. Estava na hora da luta final, os três príncipes foram para o cambo de batalha com seus escudos e com suas espadas. Ao som dos trompetes a luta começou, o príncipe das cordilheiras atacou primeiro deixando o príncipe de Oceania sem escudo. Aproveitando a brecha o Príncipe de Corais desferiu um golpe contra o príncipe das cordilheiras, o deixando sem espada. Segundos depois o príncipe dos corais desarmou o príncipe da Oceania ganhando a batalha.

O rei pediu para que o Príncipe dos corais que retirasse o capacete e revelasse seu nome. Quando o príncipe retirou o capacete, e todos do reino se espantaram pois quem tinha lutado com bravura e destreza tinha sido a Princesa Sasha. Olhando para seu pai Sasha disse:

- Pai, a partir do momento em que nasci você me desprezou apenas pelo fato de ter nascido uma mulher. E hoje eu pude provar a você que posso realizar todas as tarefas de que um Rei pode fazer! Tudo o que eu quero é seu reconhecimento!

O rei com os olhos cheios de lagrimas implorou a filha que o perdoasse e partir desse momento Sasha consegui realizar seu sonho, de ter o reconhecimento de seu pai!

 



319





Acesse

Oferecimento


© 2016 Contaí. Todos os direitos reservados ao CEM Ir. Acácio | Desenvolvido por Ponks Software Development