#lei

O Matador de Dragões

Meu nome é Asus Zedicos e essa é a historia de como eu ganhei meu titulo de matador de dragões. Minha história começa no ano 253 da 3º era, quando eu tinha apenas 22 anos de idade em um vilarejo chamado Lexyp. Certa manhã, acordei com os galos cantando e meu pai me mandou buscar água no poço da vila vizinha, porque o poço da nossa vila estava seco. Como não tínhamos cavalo, pedimos a carroça do vizinho emprestada. Meu pai sempre ficava preocupado, mas eu lhe dizia para ficar calmo, pois sou o melhor espadachim da nossa vila.

Depois de quase 5 ou 6 horas, eu estava faminto e resolvi fazer uma pausa para comer. Quando eu já estava guardando as minhas coisas, um viajante apareceu e perguntou se eu tinha algo de comer para dar a ele, eu dei o pão que tinha sobrado. Nós nos sentamos e eu esperei ele terminar, ofereci companhia até a próxima vila. Quando estávamos subindo na carroça, 7 ladrões apareceram e falaram:

– Nos dê os cavalos e ninguém se machuca.

Saquei a minha espada e disse ao viajante para ficar escondido. Havia 7 deles e eu pensei que como eram simples ladrões, eu poderia cuidar deles sozinho. Me enganei. Eles pareciam soldados bem treinados e não demoraram para me dominar. Quando estavam prestes a dar o golpe final, o viajante puxou uma espada e me ajudou. Eu estava fraco e desmaiei, por isso não pude presenciar a briga.

Quando acordei, eu estava com curativos em todos os machucados. Ao meu redor, estavam os ladrões mortos, todos os 7. Então vi o viajante ao lado de uma fogueira e perguntei:

– Quem é você?

– Meu nome é Domini Gladio. – Ele respondeu.

– Foi você que matou todos os ladrões? – Perguntei.

Ele respondeu que sim e perguntou se eu não queria que ele tivesse matado.

– Só queria agradecer por salvar a minha vida. – Respondi.

– Só retribui a comida que me deu!

Estava tarde e fomos dormir. Acordamos com um rugido, olhamos para o céu e vimos uma criatura gigantesca, era um dragão e eu ouvi Gladio dizer:

– Gehennan!

Eu vi que ele conhecia aquele dragão, e depois vi a direção que ele estava indo e me desesperei, ele estava indo para a minha vila. Fiquei desesperado e Gladio percebeu.

– Você não pode voltar para a sua casa. O que pretende fazer quando chegar lá? Você não dá conta de míseros ladrões, o que pretende fazer contra um dragão?

Eu insisti. Precisava ao menos tentar!

– Espere, eu vou com você. – Falou Gladio.

– Não, você não precisa fazer isso! Eu não te conheço.

– Preciso de uma carona ate a próxima vila, e se você morrer ninguém irá me levar. – Disse.

Pegamos os cavalos e deixamos as carroças, quando partimos perguntei a Gladio:

– Quando vimos aquele dragão você disse Gehennan, o que significa?

– Gehennan é o nome daquele dragão. – Respondeu.

– Como sabe disso?

– Isso é história para outra hora... vamos nos concentrar em chegar em sua vila o mais rápido possível.

Almentamos a velocidade dos cavalos não falamos durante o resto da viagem. Quando estávamos quase chegando, vimos uma fumaça e já sabíamos do que se tratava. Vimos casas sendo queimadas com seus moradores dentro que não podiam sair, porque o fogo estava bloqueando a saída. Quando vi a minha casa queimando, Gehennan, o dragão, estava ao lado da minha casa. Meu pai saiu, olhou o dragão e entrou em desespero, ele tentou correr, mas o fogo do dragão foi mais rápido. Ele foi queimado vivo, e eu fiquei paralisado! Eu vi meu pai virar cinzas e sabia quem era o próximo, porque ele estava vindo na minha direção quando eu ouvi Gladio dizer:

– O que quer aqui Gehennan?

– Domini Gladio, nunca pensei que o veria de novo depois do nosso ultimo encontro. – Disse Gehennan.

– Você não respondeu a minha pergunta. O que quer aqui?

– Quem você pensa que é para falar assim comigo? Você se esqueceu o quão poderoso eu sou? – Rugiu o dragão.

Tudo ficou quieto por um minuto quando perguntei:

– Por que fez isso? Por que matou todos?

– Por que? Eu estava morrendo de tédio. Só isso!

Eu não conseguia me mexer, quando falei:

– Eu o matarei mesmo que seja a última coisa que eu faça.

Gehennan começou a rir.

– Você irá me matar? Hahahahahahahahahahahahahaha, você não serve nem para matar o meu tédio, eu sou o dragão mais poderoso vivo. O que você acha que pode fazer contra mim?

– Eu darei um jeito. – Respondi.

– Estarei esperando. – Disse aquele monstro rindo, antes de partir.



217





Acesse

Oferecimento


© 2016 Contaí. Todos os direitos reservados ao CEM Ir. Acácio | Desenvolvido por Ponks Software Development