#lei

O sonho maldito

PARTE 1:

 

Há alguns anos existiu uma família de 3 pessoas: o pai, a mãe e a filha adorada deles. A família deles não acreditava em Deus, eles eram excluídos da vila porque, como a vila e era muito religiosa, não gostavam deles. A mãe dessa família era uma bruxa, então ela ia toda a lua cheia atrás das montanhas fazer um ritual. A bruxa, que se chamava Steffane, estava fazendo o ritual como de costume, enquanto isso a igreja criou um mutirão para mata-la e matar sua família, então foram para a casa dela, que era uma casa humilde de frente com uma árvore muito alta, que era um orvalho, chegando lá, esfaquearam o pai primeiro, cortando-lhe a cabeça para amedrontar a filha e deixa-la em pânico; a filha, vendo isso, tentou fugir, mas não conseguiu e acabou morrendo decapitada pelo padre. Quando a mãe chegou e olhou tudo, pensou, chorou, ficou em depressão, amarrou a corda no pescoço e se matou, mas ela falou antes de morrer que todos que estavam nessa cidade, ou chegariam um dia, morreriam, e o padre vendo tudo isso abriu a bíblia e começou a pregar a palavra de Deus.

Um dia se passou e a família do padre é encontrada morta, só a filha de 3 anos estava viva com uma boneca que era chamada Mikaela, mas o resto da família tinha o sangue escorrendo pela boca. O padre consegui falar para a mulher que foi vê-lo para pedir "bença" para o filho que acabou de nascer, ele disse:

Padre: Ela falou... Ela falou...

A mãe acabou ficando traumatizada e o filho dela, chorando, com apenas 2 horas de vida, foi derrubado por ela mesma no chão, e o bebê morreu sangrado pelo nariz. Logo se passou mais uma hora, a vila estava devastada, todos mortos e nenhum sobrevivente. Foi daí que veio a lenda da família da morte, só a filha do padre estava viva.

Anos depois, uma família rica com 7 integrantes que eram o pai, mãe, filho, filha, e mais três filha de 3, 5, 13 ano de idade, comprou um terreno na vila.

Eles sabiam da lendas porque antes do dono vender a terra, ele avisou que seus antepassados morreram nessa vila e todos que morreram nessa vila aparecem na lua cheia assombrando quem está lá, mas a família levou isso na brincadeira e comprou assim mesmo.

Quando a família começou a se acostumar com o local já havia passado mais um mês desde a mudança, eles tinham percebido coisas estranhas, mas nem ligavam pra isso, pois toda hora o pai e mãe inventavam uma desculpa.

Num certo dia, a filha de 3 anos encontrou uma boneca no balanço que era da filha da bruxa, todos acharam isso esquisito, a família mandou ela deixar a boneca lá, mas ela não escutou e pegou assim mesmo e começou a dormir com a boneca. Enquanto isso, a filha de 13 anos encontro uma amiga que só ela conseguia ver, o pai encontrou um amigo que só ele conseguia ver também. Um dia a filha que estava com a boneca foi em direção à casa antiga da bruxa, que ficava na floresta, era à noite, porém a mãe viu e a pegou antes dela entrar na floresta.

Numa outra noite, todas foram à antiga casa da bruxa. Ao entrarem lá, sentiram um cheiro muito forte de sangue, então viram o corpo da bruxa e as partes do corpo do marido e da filha dela, as três filhas ficaram chocadas. Em seguida, a porta se trancou sozinha e elas não conseguiram abrir. Continuaram reto pra ver se achavam outra saída. Do nada, viram uma sombra e se assustaram, mas era apenas um cabide com um casaco velho e um chapéu. Passaram por mais uma porta e escutaram um barulho, ao olharam para o lado viram a porta se abrir sozinha, o que permitiu que elas vissem uma boneca numa cadeira de balaço que começou a se mexer sozinha. Todas ficaram com medo, a de 5 anos começou a chorar e de 3 entrou no quarto, pegou a boneca, sentou-se na cadeira e começou a falar com a boneca sozinha. Depois disso, a porta se fechou e a irmã de 3 anos ficou lá dentro e as duas irmã que ficaram para fora se aterrorizaram. Depois disso escutaram mais um barulho vindo do próximo cômodo da casa, que era a cozinha, elas olharam, mas era só um rato. Escutaram mais um barulho. Nem deu tempo da irmã mais velha olhar porque já foi decepada pelo homem (pai) com uma máscara e com um machado, enquanto a irmã de 13 anos era decepada, a outra só olhava e via sangue saindo pra tudo quanto é lado. Ela tentou fugir, mas apareceu uma mulher na frente dela esfaqueando-a pedacinho por pedacinho e depois a decaptou. 

Ao amanheceu, a mãe foi acordar as três filhas, mas elas não estavam lá, então ela olhou para fora e viu a cabeça das duas filhas, a de 5 e a 13 anos, pendurada na àrvore perto da casa da bruxa, mas a cabeça da filha de 5 anos não dava pra ver direito. A mãe entrou em pânico, correu para casa, entrou e em constou a porta. De repente, as portas de toda a casa se trancaram e a mãe viu uma moça bonita com um véu na cabeça, ela foi pergunta o porquê das filhas dela terem morrido e seela  sabia quem fez isso. A moça, então, tirou o véu e mostrou-se: era a bruxa que se matou enforcada.  

A bruxa a jogou contra a parede fazendo com que saísse sangue pela boca e pelo nariz dela, em seguida, apareceu o marido da bruxa, que a decapitou com seu machado em apenas um instante.

Enquanto isso ocorria, o irmão e a irmã mais velha estavão na piscina nadando e relaxando, nem escutaram os gritos fortes da mãe, que foi decapitada pelo marido da bruxa. Quando o pai voltou da floresta com lenha para fazer a refeição deles e olhou a casa toda trancada, começou a gritar o nome da mulher dele: 

   -  Nicole! Nicole!

Não havia sinal que ela escutava, então ele arrombou a porta, entrou na casa e viu tudo cheio de sangue e a cabeça de sua mulher na parede com a seguinte mensagem escrita com sangue: VÁ EMBORA.

Ele foi atrás dos dois filhos mais velho e das três filhas que foram brincar. Ele os procurou, mas só achou os irmãos mais velhos. Quando olhou para fora, viu as cabeças de duas e entrou em choque, mas ele não acho a mais nova. Olhando para baixou, viu uma mulher com véu, então esfregou os olhos e olhou novamente, mas ela já não estava mais lá. Em seguida, olhou para o balanço e viu a filha mais nova dele, a de 3 anos, Isabella, ele desceu correndo para pega-la, mas quando chegou ela não estava mais lá. 

Então ele foi correndo para o quarto dele para pegar todo o dinheiro que tinha e ir embora com os dois filho que sobraram. Enquanto ele fazia isso, os filhos estavam na piscina, relaxando. A irmã saiu um pouco e a mulher de véu apareceu, o irmão se assustou e tentou sair da piscina, mas não conseguiu porque ela se aproximou e o jogou para o outro lado da piscina. Ele tentou gritar a irmã: Letícia! Fuja, Letícia! Mas ela não ouvir e a mulher de véu o afogou.  Do outro lado da mansão deles, onde estava a Leticia, apareceu um homem com uma máscara e um machado, mas ele largou o machado e colocou a cabeça dela na água para que ela morresse afogada, mas ela consegiu escapar. O mascarado pegou o machado, mas ela chutou a mão dele e o machado caiu no chão. O homem mascarado olhou para o lado e viu um pedaço de pau com uma ponta e jogou-o testa dela e assim ela morreu.

O pai já tinha ido procura-los, mas não os achou, então ele escutou a filha de 3 anos chamando-o no quarto. Ele foi até lá. Quando ele chegou no quarto, a filha dele estava com a boneca Mikaela no colo e cantado lalalalalalala... 

O pai olhou e chorou. Disse o quanto era bom vê-la viva. Quando ele falou isso, ela tirou uma faca de cozinha e o matou com facadas na barriga. Ela, então, virou a cara e começou a rir.

Um dia se passou e o avô e avó deles estranharam o fato da família não ter ido lá pro natal, então eles formaram uma equipe de policiais e foram investigar. Encontraram a casa cheia de mortos, encontraram também a cabeça de todos, até da mulher, mas o que eles escreveram já não estava mais lá. A equipe escutou um barulho vindo do segundo andar e foi correndo para lá, ao chegarem, viram uma menina, que era a filha de 3 anos, que acordou chorando. Ela estava com a boneca nas mãos e cheia de sangue pelo corpo todo e, em cima dela, na parede, estava escrito: Todos têm seus pecados, e os que têm foram mortos.

 

PERSONAGENS:

Mãe: Nicole

Pai: Pedro

Boneca: Mikaela

Filha de 3 anos: Isabella

Irmão: Eder

Irmã: Letícia

 



571





Acesse

Oferecimento


© 2016 Contaí. Todos os direitos reservados ao CEM Ir. Acácio | Desenvolvido por Ponks Software Development